LK6 Comunicação

Site name

O que é inbound Marketing?

O conceito de Inbound Marketing surgiu oficialmente nos Estados Unidos e começou a se popularizar a partir de 2009, após o lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah.
De lá para cá, o Inbound Marketing explodiu de vez, e a cada dia, mais empresas, de diferentes portes, estão aderindo ao método para conquistar mais clientes, gerar mais vendas e reforçar sua autoridade perante os consumidores.

Em uma tradução livre, o termo Inbound Marketing pode ser definido como marketing de atração. A principal diferença entre o marketing tradicional – que chamamos de Outbound Marketing – e o Inbound é que, no segundo, quem procura a empresa é o cliente e não o contrário.

Ou seja, são realizadas ações com o intuito de atrair o potencial cliente para seu blog ou site e, a partir dessa atração, é feito todo um trabalho de relacionamento com essa pessoa. Esse relacionamento é desempenhado por meio de conteúdo personalizado e autoral.

Esse conteúdo é uma forma de educar a audiência e potenciais clientes sobre o segmento de sua empresa, transformar sua empresa em referência em determinado assunto relacionado a seu mercado e influenciar na decisão de compra de futuros clientes.

Para que serve o Inbound Marketing
A cada ano que passa, fica mais nítida a diferença entre o real e o virtual, entre o offline e o online. Não se diz mais “entrar na internet”, pois a internet já está em praticamente todos os lugares.
Por essa razão é que toda empresa pode utilizar conceitos de Inbound Marketing como método. É possível adaptá-los e empregá-los em qualquer empresa, usando conteúdo para entretenimento/utilidades e fazendo reforço de marca.
Apesar da tênue diferença, o Inbound Marketing atingiu patamares que o marketing tradicional não conseguiu. O principal deles é que, no Inbound Marketing, a área de marketing da empresa é um centro de investimento e não um centro de custo.
O motivo para a afirmação acima é que todas as ações de Inbound Marketing podem ser mensuradas. É possível saber exatamente quantas pessoas visualizaram, converteram ou compraram em cada campanha por meio de ferramentas de web analytics.
Ou seja, tendo o conhecimento dessas importantes informações, é possível otimizar as campanhas para ter um melhor ROI (retorno sobre investimento).

 E é por essa mesma razão que as empresas mais inovadoras do mercado têm usado o Inbound Marketing agressivamente como estratégia de Marketing. Resumindo, o Inbound Marketing serve para 5 grandes ações:

  • Aumentar a visibilidade de seu negócio;
  • Diminuir o custo de aquisição de seus clientes;
  • Atrair clientes em potencial;
  • Gerar conteúdos que fazem diferença;
  • Otimizar o processo de vendas.

O poder do (bom) conteúdo
Se você é do tipo que só acredita vendo, talvez esteja querendo saber sobre algum caso de empresa que tenha se dado bem ou investido nesse tal Inbound Marketing. Pois, se for esse o caso, nós temos alguns cases de sucesso para apresentar.
Para começar, podemos falar do caso da gigante Red Bull que transformou todo seu site em um verdadeiro portal de conteúdo sobre esportes radicais e lifestyle. Vale também mencionar os perfis da americana GoPro no Youtube e no Instagram, que apostam na publicação de conteúdo que é muitas das vezes criado pelos próprios consumidores.

As Etapas do Inbound Marketing
A metodologia do Inbound Marketing segue uma sequência lógica de etapas. Toda estratégia de sucesso deve passar pelas seguintes fases: Atrair, Converter, Relacionar, Vender e Analisar.
São etapas que se complementam de forma inteligente. Vamos explicar em detalhes sobre cada uma delas a seguir.

Atração
Agora é a hora de entender um pouco mais sobre a primeira das 4 etapas do Inbound: a da atração. Aquele momento em que você irá criar o conteúdo que as pessoas irão amar.
Pense o seguinte: sem um conteúdo de atração você não terá visitantes, leads ou clientes. Por isso, essa etapa deve ser feita com um bom planejamento e muito cuidado, afinal, seu tráfego orgânico é sua principal métrica nesse ponto

Transformando visitantes em leads - Conversão
Se você já atraiu visitantes para o seu site, é hora de conseguir informações sobre eles e converter esses visitantes em leads. Mas o que são leads?
Leads são aquelas pessoas que demonstraram interesse por algo oferecido pela sua empresa e se propuseram a entregar alguma forma de contato (email ou telefone, por exemplo) em troca de um download ou acesso exclusivo a algum conteúdo.
É bom lembrar que ter informação sobre seus visitantes é algo muito valioso para você – com isso em mãos você consegue entrar em contato e falar mais sobre sua empresa e serviço.
Lembre-se sempre de oferecer conteúdo de valor para sua persona!

Convertendo Leads em clientes
Se você chegou até aqui está fazendo um bom trabalho. Chegar ao ponto do fechamento significa que você atraiu e converteu leads qualificados e agora precisa transformá-los em clientes. E como fazer isso?
Primeiro é bom entender o tipo de lead.
Veja o seguinte: o usuário passou por todas as etapas do Inbound Marketing até aqui ou ele entrou em contato com sua empresa porque viu o telefone ou email na internet? Note que a resposta dessa pergunta pode indicar se aquele lead já foi “aquecido” pelo seu funil de vendas – e por isso pode ter um maior conhecimento sobre o seu problema (e sobre a sua empresa) – ou não.
Ou ponto importante: integre ainda mais, nesse momento, as equipes de venda e de marketing. Tenha em mente que as marcas que contam com o conceito de vendarketing (vendas + marketing) costumeiramente tem um resultado melhor do que aquelas que não têm.
Por fim, mostre o valor do seu produto ou serviço. Deixe bem claro para aquele lead porque que a sua empresa tem a melhor saída para os seus problemas. E aí, para isso, não tenha vergonha de usar números, pesquisas de mercado e até selos de qualidade que embasem essa ideia.

Encante e fidelize os clientes
O principal objetivo do Inbound Marketing é oferecer conteúdo de valor para os usuários, sejam eles visitantes, leads ou clientes.
Essa fase da fidelização é especial. É aqui que você ganha o cliente! Mesmo que ele já tenha adquirido seu produto, não caia na besteira de abandoná-lo e perdê-lo para o concorrente.
Empresas relevantes continuam se envolvendo, encantando e transformando sua lista de clientes em fãs e divulgadores de seu negócio.
Ah, e não se esqueça que adquirir um novo cliente custa mais do que manter clientes existentes!

Analise os resultados
Um dos principais diferenciais do Marketing Digital é poder avaliar precisamente seus resultados e comprovar o retorno dos seus investimentos com base em fatos. As possibilidades analíticas do Marketing Digital são responsáveis por realimentar todo o processo do Inbound Marketing.É possível monitorar cada ação que ocorre nas interações do seu público com seus sites, posts e campanhas, o que torna o trabalho mais inteligente.
Além disso, todo o processo pode ser otimizado detectando-se as taxas que estão abaixo do esperado para direcionar os esforços do time de marketing.
Toda essa capacidade analítica do marketing é amplamente suportada por algumas ferramentas disponíveis no mercado.

Inbound Marketing: por que sua empresa não pode ficar de fora dessa
O mercado está comprando a ideia de aplicar a metodologia do Inbound Marketing, principalmente porque é 62% mais barato que o Marketing convencional – ou Outbound Marketing -, que estávamos acostumados a fazer.
Não ter uma estratégia de Marketing de Atração para sua empresa pode ser um fator determinante para você ficar atrás de seus concorrentes que já estão aplicando a metodologia.


Quer aderir ao Inbound Marketing e ver a sua empresa crescer? Então entra em contato conosco e solicite um orçamento!

 


Fontes: https://resultadosdigitais.com.br/inbound-marketing/ 
https://marketingdeconteudo.com/o-que-e-inbound-marketing/